Paraná deve colher mais soja que o esperado e menos milho safrinha

O Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Agricultura do Paraná, elevou nesta quinta-feira (23/2) a sua previsão de produção de soja no Estado na safra 2016/17 para 18,61 milhões de toneladas, aumento de 13% ante o ciclo anterior.

No mês passado, o Deral previa 18,33 milhões de toneladas. Para o milho de primeira safra, o Deral projetou produção de 4,43 milhões de toneladas (+34%). Em janeiro, a perspectiva era de 4,40 milhões de toneladas. As mudanças vieram principalmente das expectativas de rendimento. O governo do Paraná espera agora rendimento de 3.548 quilos por hectare para a soja e 8.859 quilos por hectare para o milho verão, ante 3.497 quilos por hectare e 8.790 quilos por hectare, respectivamente, há um mês.

A colheita de soja avançou 16 pontos porcentuais na semana, para 31% da área plantada, estimada pelo Deral em 5,25 milhões de hectares. A comercialização atinge 19% da safra paranaense. Quanto ao milho verão, a colheita avançou 8 pontos porcentuais, para 14% da área.

O Deral estimou a área de milho primeira safra de milho em 500.587 hectares. Segundo o relatório, 13% da safra já foi negociada. Para o milho de segunda safra, que já foi plantado em 48% da área, contra 23% na semana passada, o Deral fez leve ajuste na sua previsão de área. Agora, o departamento projeta 2,28 milhões de hectares, ante 2,30 milhões de hectares no mês passado. Com isso, a perspectiva de produção foi reduzida de 13,48 milhões para 13,37 milhões de toneladas.

Apesar do ajuste, o novo número ainda representa aumento de 31% ante o ciclo anterior, sustentado principalmente no incremento projetado para a produtividade, que deve subir de 4.653 quilos por hectare para 5.860 quilos por hectare (+26%). Conforme o Deral, apenas 1% da safrinha 2017 do Paraná está comercializada.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe um Comentário