Intenção de renovar estoques cresce no comércio por dois meses seguidos

Pela primeira vez desde o início de 2014, a intenção dos comerciantes brasileiros de investir em estoques cresceu por dois meses consecutivos. O Índice de Investimentos em Estoques, um dos componentes do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), subiu 1% em maio, em comparação a abril, e 2,8% em relação a maio do ano passado. Os dados foram divulgados hoje (24), no Rio de Janeiro, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Leia mais

Lucro da Caixa cresce 81,8% no primeiro trimestre deste ano

A Caixa Econômica Federal registrou lucro líquido de R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre deste ano, com crescimento de 81,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo o balanço divulgado hoje (24) pela instituição, o aumento do lucro líquido foi gerado pelo crescimento das receitas com operações de crédito, diminuição nas despesas com captação de recursos, avanço nas receitas com prestação de serviços e controle das despesas com pessoal, administrativas e operacionais.

Leia mais

Balança comercial tem superávit acumulado de US$ 19 bilhões até abril

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,769 bilhão na terceira semana de abril, que teve apenas quatro dias úteis. O saldo positivo resultou de US$ 4,32 bilhões em exportações e US$ 2,551 bilhões em importações. No acumulado do mês, o saldo positivo da balança comercial está em US$ 5,189 bilhões. No ano, o saldo positivo soma US$ 19,6 bilhões.

Leia mais

Inflação volta a perder força em sete capitais, diz FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) atingiu alta de 0,31% na terceira prévia de abril, taxa que é 0,13 ponto percentual menor do que a variação apurada na segunda prévia do mês (0,44%). Esse resultado foi puxado pelo grupo habitação, com queda de 0,09% ante uma alta de 0,36% na segunda prévia do mês. A tarifa de eletricidade residencial caiu 2,67% depois de um aumento de 0,75%, no último levantamento.

Leia mais

Mercado financeiro espera que inflação feche o ano em 4,04%

O mercado financeiro espera que a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fique em 4,04% este ano. Esta é a sétima redução seguida na projeção, de acordo com a pesquisa semanal do Boletim Focus, do Banco Central (BC), feita junto a instituições financeiras e divulgada às segundas-feiras, em Brasília. A estimativa da semana passada era 4,06%.

Leia mais