Confiança de micro e pequenos empresários sobe em relação ao início de 2016

A confiança dos micro e pequenos empresários subiu 21,4% em janeiro na comparação com o mesmo mês do ano passado, aponta indicador calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Na comparação com o mês anterior, o aumento da confiança foi de 4,3%, para 51 pontos em uma escala de 0 a 100.
“A confiança ainda está longe de ser satisfatória e parece não encorajar o investimento”, avalia o presidente da CNDL, Honório Pinheiro. Ele afirma que a confiança é importante para a retomada do crescimento da economia, mas afirma que “a consolidação desse processo dependerá do avanço da agenda de reformas propostas pelo governo e de um ambiente político mais estável”.

A pesquisa aponta que a percepção das condições gerais pelos empresários apresentou uma melhora em janeiro na compararão com 2016, passando de 26,6 pontos para 34,2 pontos na escala. O indicador que mede as expectativas dos empresários para o futuro também melhorou, saltando de 53,6 em janeiro do ano passado para 63,6.

Em termos percentuais, mais da metade (51%) dos entrevistados se diz confiante no futuro da economia. Porém, entre estes, 42% não sabem justificar a razão de seu otimismo, destaca a CNDL.

Para outros 26%, a justificativa é a percepção de que alguns indicadores econômicos têm mostrado sinais de melhora.

Já entre os empresários pessimistas com a economia são 17%. Entre eles, 42% citam as incertezas políticas. Para outros 19%, o que pesa é a percepção de que os problemas econômicos são graves e 15% se dizem pessimistas por não acreditarem que o país passará pelas reformas de que precisa.

Fonte: Globo

Deixe um Comentário