Carnaval movimenta setor da hotelaria em todo o País

A temporada de verão vai resultar na realização de 73,4 milhões de viagens e movimentação financeira de R$ 100 bilhões, conforme projeção do Ministério do Turismo, e o carnaval contribui em muito para esta conta. Um dos indicativos da importância dessa festa para o turismo é a ocupação hoteleira que, nos principais destinos de folia do país, como Rio de Janeiro, Salvador e Recife, deve variar de 80% a 95%.

No Rio de Janeiro (RJ), que promove o desfile de escolas de samba que já foi chamado de “o maior espetáculo da terra”, uma média de 72% dos quartos já estão ocupados, com perspectivas de avanço para 80%. A Barra da Tijuca, referência da Olimpíada Rio 2016 e onde houve expressiva expansão da oferta de leitos, é um dos bairros mais procurados, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/RJ).

Em Salvador (BA), onde “atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu”, os hotéis devem vender 95% dos seus quartos até o início do carnaval, no próximo sábado (25). Na Bahia fica difícil falar em data de abertura, mesmo porque a grande festa começa bem antes da largada prevista no calendário oficial dos estados.

Já em Recife (PE), outro ícone do carnaval brasileiro e dona do maior bloco de rua do mundo, o Galo da Madrugada, a ocupação prevista é de 92%. A maior concentração de hotéis da capital pernambucana é na Praia da Boa Viagem, a mais procurada pelos turistas, e a demanda continua grande, segundo a ABIH/PE.

Confirmando o caráter nacional do carnaval, muitos outros municípios vão se beneficiar desta festa que tem quatro dias e meio de duração e representa importante data para o setor de turismo. Em São Paulo (SP), cidade que vai receber o maior número de viagens da temporada de verão, 3,2 milhões, segundo a pesquisa do MTur, a ocupação hoteleira deve ultrapassar os 60% registrados em 2016, segundo estimativa da SPTuris.

O misto de belas praias e folia será estímulo também para o crescimento do carnaval de Fortaleza (CE) e de Maceió (AL). A capital cearense, que entrou no ranking do levantamento do MTur como o sexto destino com maior número de viagens estimadas na temporada de verão, deverá ocupar 84,2% dos leitos de hotéis. Em todo o estado serão 122 mil turistas somente no carnaval, segundo a Secretaria de Turismo do Ceará. Enquanto em Alagoas, a média estimada de ocupação da rede hoteleira é de 93%, com as maiores ocupações na capital e em Maragogi, no litoral norte.

Ampliação

A hotelaria é um importante termômetro para o setor de turismo como mostram os dados de ocupação hoteleira nos principais destinos de carnaval e de sol e praia do país. Hoje, o país conta com 50 redes hoteleiras nacionais e internacionais. São mais de 10,2 mil hotéis com oferta de 521,5 mil quartos, de acordo com estimativas do Fórum dos Operadores Hoteleiros (FOHB).

O setor registrou crescimento de 4,2% na oferta de quartos em 2015, na comparação com o ano anterior.  Uma oferta que deverá crescer ainda mais. Somente a Rede Accor, dona das marcas Sofitel, Ibis, Mercure, F1, Pullman, vai abrir 33 hotéis no país ainda este ano, aumentando sua participação no mercado para 285 empreendimentos hoteleiros.

Fonte: Agência de Notícias do Turismo

Deixe um Comentário